Dicas do Chile || Parte I



    Nem vou começar o post me desculpando pela demora na atualização porque já está ficando algo muito rotineiro por aqui (mas ficou subentendido!!), e finalmente vou trazer algumas dicas da mais recente viagem (final de janeiro) que fiz para o Chile (Santiago e arredores) na companhia da minha irmã para comemorar os 60 anos da nossa mãe. 

No Chile é muito comum o aluguel de apartamentos ao invés de hotéis, as opções são diversas e depois de pesquisar bastante acabei optando pelo RQ Providencia. O apartamento era todo equipado incluindo cozinha, sala, dois quartos (1-casal e 1 -solteiro), dois banheiros e ainda serviço de café da manhã no quarto (no dia anterior já era colocado no quarto conforme foto acima). Eu particularmente adorei, não tenho o que reclamar, a internet excelente e o pessoal da recepção super atencioso e prestativo. Diariamente era feita a limpeza do quarto. Fiz a reserva pelo site hoteis.com e o valor total para 5 diárias (3 pessoas) foi R$1520. ATENÇÃO!! A localização é excelente, no bairro Providencia, com muitos restaurantes e serviços nas proximidades.


Óbvio que se eu não tivesse ido com a minha mãe provavelmente faria tudo por conta própria, mas é claro que a melhor opção indo com ela foi procurar uma agência de turismo para fechar os passeios turísticos e assim evitar longas caminhadas ou idas ao metrô (ouvi relatos de pessoas que foram roubadas fazendo uso desse serviço, por conta dos batedores de carteiras, os famosos "pick-pockets"). Depois de fazer orçamentos com algumas agências nacionais percebi, pela alta do dólar, que não valeria a pena fechar por aqui, então acabei pesquisando muito e encontrando a Sousas Tour, cujos donos são brasileiros, com certificado de excelência no Tripadvisor. Depois de só ler comentários positivos a respeito dessa agência, entrei em contato por e-mail e fui rapidamente atendida, com muita atenção.  O valor total para 3 pessoas incluindo transfer in, transfer out, city tour, vinícola Concha y Toro, Viña del Mar e Valparaíso foi $470, e esse valor poderia ser pago em dólar, real ou pesos chilenos ao guia no último dia dos passeios. SUPER RECOMENDO! Por que? Pontualidade, excelentes guias e serviços.

Esse foi o nosso primeiro dia de passeio em Santiago e fomos por conta própria. Chegando lá de táxi, pegamos o 1 e 4-funicular (um tipo de trenzinho vertical, não lembro exatamente quanto paguei, mas era barato, uns 2000 pesos chilenos) para ter acesso ao Cerro San Cristóbal, de onde é possível ter 2-uma linda vista da cidade. O cerro faz parte do 5-Parque Metropolitano de Santiago e lá você ainda pode acessar subindo mais algumas escadas o Santuario de la Inmaculada Concepción e admirar a 6-Estatua de la Virgem (que tem 36 metros de altura). ATENÇÃO! Não deixe de experimentar a tradicional bebida chilena 5-Mote com Huesillos (cuja base é de caramelo, trigo sem casca cozido e pêssego desidratado), que é bem docinha e refrescante.

No caminho de Vaparaíso e Viña del Mar fomos conhecer com a agência Sousas Tour a vinícola Emiliana-8, no Valle de Casablanca,  e demos de cara com uma linda paisagem, um lugar tranquilo em contato com a natureza incluindo muitas oliveiras e parreiras-9 (os vinhos, os azeites, méis e outros produtos podem ser comprados na loja da vinícola). A Emiliana se destaca pela sua produção orgânica e preocupação com a sustentabilidade-10 e 11. 

Em Viña Del Mar tiramos a clássica foto no Relógio das Flores-12, em seguida fomos dar uma volta na praia-13 (mas era praticamente impossível molhar os pés gente, imagine tomar banho, água do oceano Pacífico muuuuito fria). Depois do almoço num restaurante em frente à praia, conhecemos o Casino Municipal de Viña Del Mar-14 e o Museu Fonck-15 (não pode faltar a foto com o moai logo na entrada).

No mesmo dia partimos então para Valparaíso,  cidade portuária e super colorida (mas não espere a organização e a limpeza que se tem em Santiago).  Nossa primeira parada foi na La Sebastiana-16,  próxima ao Porto de Valparaíso, casa que Pablo Neruda (1904-1973) - Prêmio Nobel de Literatura em 1971, poeta, diplomata e político -  escolheu para fugir do cansaço que a cidade de Santiago lhe trazia. Depois saímos caminhando pelas ruas estreitas com suas ladeiras e muitas pinturas pelo redor-17. A cada virada de esquina nos deparamos com casas coloridas e muito fofas-18, bem como artistas divulgando suas artes pelas ruas-19.

No city tour conhecemos a  Igreja de São Francisco-20 (Alameda n. 834, Santiago), que foi construída a partir de 1554 no que antes era a Capela do Socorro, onde a imagem da Virgem trazida por Pedro de Valdivia era abrigada, com uma construção simples, ergue-se uma das edificações mais antigas de Santiago. Bem do lado fica o Bairro Paris-Londres-21, simplesmente encantador, marcado pelo estilo arquitetônico europeu e suas sinuosas ruas estreitas de ladrilhos (rende ótimos cliques). Dali partimos para a região mais central, Plaza de Armas-24, o marco zero da cidade. Cercada por prédios históricos, guarda um interessante contraste entre os edifícios antigos e as construções modernas-22. Lá fica a Catedral Metropolitana-22, erguida em 1748, e principal templo católico dos chilenos. Fomos então caminhando-23 até o Palácio de La Moneda-25, sede do governo e residência dos presidentes chilenos. O prédio foi palco do dramático suicídio do então presidente Salvador Allende, após o bombardeio do palácio pelas tropas de Pinochet, em 1973. Presenciamos ainda atração a troca da guarda, que acontece dia sim, dia não, às 10 da manhã. Ah! Você não vai deixar de tirar uma foto entre as muitas bandeiras chilenas espalhadas por lá, inclusive essa gigantesca em frente ao Palácio-26.

A tradicional Vinícola Concha y Toro-27 é um ponto turístico imperdível. Durante a visita você ficará encantado com a beleza das construções-28, da natureza-29 e dos vinhos-30 (acontecem degustações ao longo do tour). A visita guiada continua pelas adegas-31, incluindo a Casillero del Diablo-32 (onde acontece a apresentação de um vídeo bem interessante), e no fim mais um brinde-33 com a taça que ganhamos (vem gravado o nome da vinícola). E é óbvio que não podia faltar uma loja com os produtos da vinícola (famoso pega turista), muito dificilmente você sairá de lá sem deixar alguns pesos chilenos. Obs.: se você não é um amante de vinho fortes como eu, recomendo comprar o Concha y Toro Late Harvest|Sauvignon Blanc (leve, frutado e doce), eu deveria ter trazido um  carregamento dessa delícia.

Outros pontos espalhados pela cidade e que vale muito a pena conhecer para quem não resiste a um shopping e lojinhas são: Parque Arauco-34, Costanera Center-35 (lá ainda tem um observatório) e o Pátio Bella Vista-36 e 37 (você encontra ótimos restaurantes).

OBS.: mas nem tudo é maravilha, infelizmente nessa viagem minha mãe foi vítima de roubo, provavelmente no Shopping Parque Arauco (onde percebeu a bolsa aberta e a ausência da carteira). Quando procuramos o Consulado do Brasil percebemos que é muuuuuito comum por lá esse tipo de ocorrência, ouvi relatos de várias pessoas, também vítimas dos batedores de carteira, cujo fato aconteceu nos metrôs. Portanto, tomem MUITO cuidado e sejam precavidos! Não saiam com seus passaportes, apenas com um documento de identificação e a cópia do PDI. O que é esse PDI? No momento da imigração, você deverá entregar um formulário preenchido com os seus dados pessoais, número do RG/passaporte, dados do voo e endereço onde poderá ser localizado (hotel). O agente da PDI (Policia de Investigaciones de Chile) lhe devolverá um documento com essas informações e que deverá ser guardado para ser devolvido na imigração no momento da partida. Ninguém fala isso na hora, mas o documento é solicitado na saída. Sendo assim recomendo tirar cópia ou foto desse documento e deixar o original no cofre do hotel juntamente com seu passaporte (que aliás não é obrigatório para entrar no Chile). Caso você seja mais uma vítima ter a cópia desses documentos facilitará o processo na PDI (adianto que eles não são nada simpáticos para nos atender) e no Consulado brasileiro para conseguir retornar ao Brasil. 

Espero que tenham gostado das dicas e no próximo post trarei minhas experiências com alguns restaurantes nessa viagem!
#carolaquinonochile

Beijos, Carol Aquino

Postado por Carol Aquino - , , , , , , , , ,

4 comentários



4 comentários

Deixe o seu comentário